GUIA DE CARREIRA: COMO SE TORNAR UM ADVOGADO TRIBUTARISTA?

GUIA DE CARREIRA: COMO SE TORNAR UM ADVOGADO TRIBUTARISTA?

O que é e como se tornar um advogado tributarista? A cada dia que passa, tributos são embutidos em mercadorias, serviços, bens móveis, imóveis e diversas vezes são lançados e cobrados de forma indevida. Contribuintes por vezes são induzidos a erro e perdem dinheiro por falta de um conhecimento mais profundo em direito tributário.

Os advogados tributaristas são atualmente vistos como gestores de tributos, ou seja, são profissionais auxiliares que ajudarão os contribuintes a recuperarem algum crédito tributário pago a maior, ou até mesmo, poderão impetrar mandados de segurança de modo a garantirem o direito dos seus clientes.

De toda forma, o advogado tributarista é conhecido por ser um dos mais bem remunerados, dado que os valores das ações são altos e os honorários percebidos através dessas demandas acompanham os valores exorbitantes.

Se você aprecia o ramo do direito tributário, então esse artigo de blog é para você.

Leia com atenção!

1 . O que faz um advogado tributarista?
2 . Quanto ganha um advogado tributarista?
3 . Direito tributário é difícil?
4 . Como se tornar um advogado tributarista?

1 . O que faz um advogado tributarista?

O advogado tributarista é o profissional do Direito que se especializa na seara tributária, então, esse advogado deve conseguir lidar com impostos, contribuições, taxas e empréstimos. Os tributos podem ser de cunho federal, estadual ou municipal, dependendo de qual tributo o advogado queira trabalhar.

Em geral, o advogado tributarista deve garantir que haja uma relação justa e legal entre o contribuinte e a Receita Federal, credora. Esse especialista de ser capaz de maximizar os ganhos das empresas através de recuperações de créditos, além de auxiliar as empresas no processo e planejamento de diminuição das despesas com os tributos.

Existem duas categorias de advogados especialistas em direito tributário, o que trabalha de forma consultiva, ou seja, o que presta consultoria e assessoria tributária para empresas ou pessoas físicas, e o advogado tributarista contencioso, que é o profissional que ingressa em juízo, judicial ou administrativamente para defender os interesses dos contribuintes.

Leia também: Como administrar um escritório sozinho(a)?

2 . Quanto ganha um advogado tributarista?

O sistema tributário nacional é complexo e o profissional que consiga compreender todos os aspectos enigmáticos dos tributos com certeza será um profissional requisitado. De acordo com informações encontradas no artigo do blog da Folha Dirigida, um advogado tributarista recebe em média R$ 4.700,00 segundo pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Ainda, de acordo com uma pesquisa da revista Exame, o advogado que é do ramo contencioso tributário, poderá ganhar de  R$ 4.100,00 a R$ 6.900,00 se for da categoria Júnior, R$ 6.200,00 a R$ 10.100,0 se for da categoria Pleno ou de R$ 11.100,00 a R$ 16.700,00 se já for um advogado tributarista Sênior. Os ganhos são ainda maiores no que se refere ao ramo consultivo tributário.

Todavia, deve ser analisado alguns fatores que interferem diretamente no faturamento do advogado tributarista, como o porte do escritório, os anos de carreira e algumas habilidades que possam contribuir positivamente ou até mesmo se o advogado trabalha de forma autônoma ou não.

É importante que advogado tributarista siga a tabela da OAB como parâmetro de cobranças justas, você poderá seguir como exemplo a tabela de honorários da OAB do Rio de Janeiro.

3 . Direito tributário é difícil?

De fato, o direito tributário é visto com um dos mais complicados, e isso é um fator positivo para quem já possui uma certa intimidade com o sistema tributário nacional, visto que há muita demanda para essa área do direito.

Segundo a revista gazeta do povo, microempresas, com até cinco funcionários, pagam cerca de 65% de seu faturamento em impostos e é exatamente nesse quesito que o advogado tributarista pode começar a sua prospecção e garantir seus primeiros clientes.

Vale lembrar que o advogado que queria se especializar no ramo dos tributos, terá que dominar a parte do direito material, ou seja, artigos da Constituição Federal que norteiam tributos, o próprio CTN, Código Tributário Nacional, legislações específicas e outras normas regionais. O que determina se um ramo profissional é difícil ou não é a falta de conhecimento aprofundado sobre os temas importantes da área escolhida.

As ações mais comuns merecem maior atenção, são elas: ação de anulação de débito fiscal, ação de repetição de indébito, ação declaratória, exceção de pré-executividade e mandado de segurança para a proteção do direito líquido e certo do seu cliente.

Você pode se interessar: Qual especialização em direito mais combina com você?

4 . Como se tornar um advogado tributarista?

A primeira dica é que o advogado se especialize, pois, infelizmente, as graduações em direito não repassam todo o conhecimento necessário para o advogado sair da faculdade já exercendo a advocacia tributária com plenitude. A atuação tributária é diferente do que geralmente a teoria mostra, portanto, busque instituições que tragam a experiência prática da advocacia tributária para dentro das aulas.

É importante que o advogado esteja atualizado, uma vez que o direito tributário é bastante dinâmico, fazendo necessário que o advogado tributarista esteja sempre em consonância com o que está sendo decidido nos Tribunais Superiores, é ideal também que tributaristas tenham um perfil ativo em eventos, congressos, palestras, mentorias e outros encontros de profissionais da área.

A segunda dica é que, depois de muito estudo e dedicação, o profissional jurídico tributário tenha foco na forma com que deseja atuar, decidindo entre a atuação consultiva, contenciosa ou de planejamento. Dessa forma conseguirá expressar maior credibilidade e confiança a seus clientes.

Não deixe de ler também: O que estuda o Direito Tributário?

Conclusão

O advogado tributarista se torna indispensável no que tange aos processos e consultorias tributárias, o profissional do direito que deseja se especializar no ramo fiscal encontrará muitas possibilidades de carreira e demandas.

Se você se interessa pela advocacia tributária, especialize-se agora mesmo e saia do curso de pós-graduação atuando na área!

Matricule-se e estude com os grandes mestres do direito tributário nacional:  https://posesa.com.br/curso/advocacia-tributaria/



×