Teste: que tipo de advogado você é?

Teste: que tipo de advogado você é?

Que tipo de advogado você é? Sem sombra de dúvidas, a principal característica do profissional do Direito em sentido amplo é a defesa dos interesses de seus clientes, porém, não é tão fácil assim definir qual a diferença marcante entre você e seu concorrente.

A realidade é que para ter sucesso pleno e constante exercendo a atividade da advocacia, o profissional deve possuir o perfil que mais se adequa a sua personalidade.

Neste momento, você já é capaz de entender sobre a importância de possuir um perfil coerente dentro do mercado de trabalho jurídico, por isso, este artigo reúne 5 classificações que irão te ajudar a descobrir que tipo de advogado você é.

Advogado Concurseiro

O advogado concurseiro não tem tanta preocupação em criar e desenvolver a sua marca pessoal, pois seu objetivo primordial é a preparação para obter a tão sonhada aprovação em um concurso público.

O advogado concurseiro sabe que o seu sucesso depende diretamente da relação que ele tem com os estudos, ou seja, depende da sua habilidade de realizar uma boa avaliação, através de muita preparação, mas que no “fim” valerá a pena.

Diferentemente dos demais tipos de advogados, a advocacia para esse tipo de advogado é meramente temporária, pois o que ele almeja mesmo é uma boa remuneração fixa, benefícios e a estabilidade. No entanto, diversos cargos voltados à área jurídica, exigem que o candidato possua Bacharelado em Direito, somado a uma pós-graduação ou especialização, que servirá como prova de títulos. Logo, caso seja esse o seu perfil, deixe seu futuro mais seguro e amparado com cronogramas diários de estudos e não esqueça de sempre se atualizar.

Veja alguns cursos de Pós-graduação aqui.

Advogado Corporativo

O advogado corporativo trabalha dentro de um departamento jurídico, amparando consultivamente e/ou judicialmente a empresa onde trabalha. Geralmente o advogado corporativo deve se ater a um trabalho voltado ao âmbito preventivo, ou seja, evitando possíveis litígios e prejuízos decorrentes de ações judiciais.

Se você acha que consegue ter a expertise de lidar com o planejamento estratégico dentro de uma empresa e ser um bom orientador para tomada de decisões participando ativamente das soluções de conflitos ou contribuindo para a redução de custos e otimização da produtividade da sua contratante, terá sucesso nessa área!

É exatamente esse tipo de perfil que uma empresa procura em um profissional corporativo.

Infelizmente, a maior incidência de departamentos jurídicos é em empresas de médio e grande porte, o que revela naturalmente a importância em se qualificar nas novas áreas voltadas às tendências jurídicas: Compliance, Direito Empresarial, Trabalhista, Tributário, entre outras.

Advogado Associado

O advogado associado é contratado para trabalhar dentro de um escritório de advocacia, se você acha que tem mais aptidão para estar neste ramo, então analise se você tem esses requisitos:  Ambição de se tornar sócio do escritório no futuro; não querer ter responsabilidade com despesas e prejuízos financeiros do escritório onde trabalha no início da carreira; não ter problema em ganhar uma remuneração fixa e por último, compreender que o reconhecimento de seu trabalho pode não ser vinculado a sua pessoa como profissional mas sim ao escritório em que está contratado.

Analisando todos esses pressupostos, você poderá ter uma boa noção se o seu perfil se adequa ao que foi dito acima. O advogado que tem preferência em ser um associado precisa se especializar em uma área que contribua para quem está contratando, caso contrário, será difícil conseguir uma boa vaga, levando em conta os profissionais que estão cada vez mais qualificados no mercado de trabalho.

A advocacia por associação pode ser uma boa maneira de começar no ramo jurídico ou até mesmo um caminho para criar uma grande carreira. Há muitos escritórios espalhados pelo Brasil esperando advogados capacitados para compor seu time de associados.

Leia também: Importância do aperfeiçoamento contínuo

Advogado Empreendedor

O advogado empreendedor é aquele que decide chamar para si a responsabilidade de montar seu próprio escritório ou negócio jurídico e está disposto a “pensar fora da caixa” para se destacar e conseguir seus clientes. É claro que alguns indivíduos possuem a veia empreendedora desde muito cedo, mas para aqueles que não estão acostumados com esse modelo, é possível criar comportamentos e desenvolver habilidades empreendedoras por meio de treinamentos e cursos.

Um bom advogado empreendedor sabe que o primeiro passo é investir em si mesmo,

Através especializações, livros, workshops, dentre tantas outras formas de desenvolvimento pessoal, mas o que de fato determina o sucesso desse tipo de advogado é a resiliência, ou seja, a perseverança.

É sabido que o advogado de uma forma geral enfrenta muitos desafios, contudo, é necessário que você realize uma autoavaliação e se questione sobre ter um perfil visionário com a possibilidade de quebrar paradigmas para ser enxergado entre milhares de concorrentes que fazem o mesmo que você. Converta essa vontade empreendedora em resultados reais por meio das suas qualificações e perceba como consequência a criação de um modelo bem-sucedido de advocacia.

Advogado Generalista

Diferente do advogado empreendedor, este não se importa tanto com palavras como: marketing jurídico, networking, planejamento e estratégia. Este perfil precisa analisar as condições de localidade em que está trabalhando, pois caso seja uma cidade pequena, sem muita concorrência, haverá todo tipo de demanda e o advogado “faz tudo” poderá se sair bem. Em contrapartida, caso seja uma grande cidade, haverá mais competitividade e os casos podem ser mais complexos. Esse tipo de demanda só poderá ser suprimida pela atuação de um advogado especialista e não de um generalista.

O 5º e último tipo de advogado é sem dúvida o mais prejudicado, visto que se torna muito difícil consolidar uma carreira de sucesso sem se empenhar com afinco nela e ainda correndo o risco de nunca ser reconhecido pelo que faz. O advogado generalista diversas vezes tem seu conhecimento questionado por seus colegas de profissão e isso poderá trazer insegurança e desânimo.

A busca do diferencial deve ser uma tarefa incessante na rotina de qualquer tipo de advogado para que evolua como profissional e conquiste a possibilidade de rentabilizar ainda mais seus ganhos. Se você é o advogado “faz tudo” da sua cidade, não desanime, se especialize para conseguir o reconhecimento que merece.

Agora que você já sabe qual é seu tipo profissional, vale lembrar que independente de qual seja a opção escolhida acima, obter uma especialização na área que mais se identifica impacta diretamente na visão que seus clientes ou empregador têm de você.

O mercado está cada vez mais criterioso e com a ESA será mais fácil adquirir todo o conhecimento e segurança que você precisa, fortaleça seu currículo com as pós-graduações mais completas do mercado!

Clique aqui e confira nossa grade de cursos!

#vemparaESA

 

 



×