Software Jurídico na advocacia: 7 dicas importantes!

Software Jurídico na advocacia: 7 dicas importantes!

Ter um software jurídico se tornou indispensável para qualquer escritório de advocacia moderno, mas é preciso estar atento a algumas dicas importantes na hora de escolher a ferramenta ideal para te auxiliar no dia a dia.

Sabe-se que na advocacia 4.0 a tecnologia e a inovação são as maiores armas contra a concorrência, e softwares jurídicos são uma ótima porta de entrada para o meio tecnológico.

Seja para gerenciar a carteira de clientes, atualizar sobre prazos ou armazenar informações processuais, existe um software para atender as necessidades de cada escritório, por isso selecionamos 7 dicas importantes na hora de escolher seu software jurídico, confira!

1. Escolha um software jurídico simples

2. Pense nas suas dificuldades

3. Características dos melhores softwares

4. Capacidade de integração do software

5. Preço do software jurídico

6. Suporte ao cliente

7. Atualizações do sistema

1-   Escolha um software jurídico simples

Se a principal função de um software ou aplicativo jurídico é aumentar a produtividade e facilitar o trabalho diário no seu escritório, é preciso que a ferramenta seja simples de usar, tanto por você quanto por sua equipe.

Por isso é importante observar detalhes como a usabilidade do software, suas instruções de uso bem como configurações e atualizações necessárias para seu bom funcionamento.

Dica: converse com outros advogados que utilizam os softwares jurídicos que você tem interesse, pergunte sobre a praticidade para usar a ferramenta, bem como as vantagens e desvantagens dela.

Leia também: AI X advocacia: ela irá substituir os advogados?

 

2-   Pense nas suas dificuldades

Cada escritório possui uma cultura e estilo distintos, por isso o software ideal para um escritório de grande porte pode não ser o mesmo para um pequeno escritório.

Você deve pensar em quais são as atividades mais trabalhosas ou as que levam mais tempo para serem gerenciadas no seu escritório de advocacia.

Muitas vezes você precisará apenas de um programa de computador para dar avisos de prazos e atualizações de processos, em outros casos precisará de uma ferramenta mais robusta, com uma cobertura sobre todos os aspectos da gestão do escritório, como pessoal, clientes, finanças e documentações.

É crucial ao escolher qualquer software jurídico para seu escritório que você teste a ferramenta, e veja se está confortável com sua interface e se consegue encontrar tudo o que precisa sem muito esforço.

 

Dica: faça uma lista com as principais atividades do dia a dia do seu escritório, assim você conseguirá encontrar o software jurídico perfeito para te auxiliar.

 

Aprenda a gerenciar seu escritório: MBA em gestão estratégica da advocacia.

 

3-  Características dos melhores softwares

Existem boas opções de software jurídicos para alavancar seu escritório, como o Aurum e Legal One que utilizam a inteligência artificial para facilitar e organizar a gestão do seu escritório.

Na hora de optar por um software jurídico você deve considerar o grau em que esses recursos de fato contribuem para que você atinja as metas do escritório, seja economizar tempo, dinheiro, reduzir o estresse ou prestar um serviço mais eficiente aos seus clientes.

Uma vez que você tenha uma ideia clara de quais são suas necessidades e objetivos, é hora de restringir algumas opções de software possíveis.

Embora as necessidades e objetivos de cada escritório sejam diferentes, há alguns pontos que valem a pena serem considerados em um bom software jurídico:

responsividade (aplicativos para acessar via smartphone);

nível de segurança do software (criptografia);

design, interface e facilidade de uso;

atualizações e suporte constante;

custo mensal/anual da ferramenta.

4-   Capacidade de integração do software

Alguns softwares funcionam isoladamente com pouca ou nenhuma compatibilidade com outros aplicativos que você usa regularmente, como por exemplo processadores de texto ou aplicativos de e-mail.

Se um software jurídico é altamente independente e não combina com seu sistema atual, você deve reconsiderar comprá-lo.

Software para advogados precisam ser integrativos, e permitir o fácil gerenciamento e acesso de ferramentas e documentações inerentes ao trabalho no escritório.

 

Dica: antes de comprar um software jurídico, verifique os aplicativos e plataformas que utiliza diariamente para atender clientes, programar tarefas, redigir textos e realizar cobranças, garantindo assim que você reúna todas as ferramentas em um único lugar;

 

Se especialize na advocacia do futuro: Pós em Direito, inovação e tecnologia.

 

5-   Preço do software jurídico

Tenha cuidado ao julgar uma solução apenas pelo preço. Há uma variedade de opções com preços que variam de um baixo custo mensal até um valor anual exorbitante.

Mas lembre-se de que, para QUALQUER empresa, software é sobre o que você irá economizar a longo prazo.

Portanto, ao invés de julgar somente pelo preço, pergunte a si mesmo se isso o ajuda a realizar mais trabalho com menos recursos ou se melhora a satisfação e a retenção de seus clientes no escritório.

Muitas vezes o software jurídico irá substituir a mão de obra humana, e essa economia deve ser levada em conta na hora de escolher a melhor ferramenta.

 

Leia também: 5 melhores advogados de todos os tempos!

6-   Suporte ao cliente

Este é um fator vital, mas também é o mais difícil de ser avaliado antes da compra de um software jurídico.

Quando ocorre algum problema, você precisa saber que pode falar com alguém e resolver a situação o mais rápido possível, afinal, isso pode impactar negativamente no seu escritório.

Se a ferramenta não oferecer bons canais de suporte e atendimento ao cliente pode ser que não seja a melhor escolha para o seu escritório, principalmente se não está habituado a utilizar esse tipo de tecnologia.

Portanto, fique atento ao nível de suporte oferecido ao tomar sua decisão.

 

Dica: dê preferência para ferramentas que disponibilizam suporte online, como chat e whatsApp, isso proporciona mais facilidade na hora de tirar uma dúvida ou resolver um problema.

Veja também: Conheça as áreas mais lucrativas da advocacia!

 

7-   Atualizações do sistema

Com que frequência o software é atualizado para acompanhar as tendências emergentes e quão fácil é obter essas atualizações?

Quanto mais ele puder ser atualizado remotamente, melhor. Em outras palavras, não deve exigir a presença física do provedor da solução para atualizá-la, você deve ser capaz de atualizar a ferramenta com poucos cliques ou essa função deve ser automática.

Quando for escolher seu software jurídico, lembre-se dessas dicas!

Mas saiba que não precisa “encontrar a melhor solução”, e sim encontrar a solução certa para o seu escritório de advocacia.

O novo perfil do advogado de sucesso se preocupa em estar atualizado e antecipado as maiores tendências do mundo jurídico!

Não fique de fora e inove na sua advocacia!

Clique aqui e confira nossos cursos!

advogados do futuro



×